Redbull Cliff Diving: da Caravela para o Mundo

Redbull Cliff Diving: da Caravela para o Mundo

“Antes da terceira etapa do Red Bull Cliff Diving, dois atletas saltaram para o Tejo a partir do mastro da Caravela Vera Cruz. Os Açores voltam a receber a competição de saltos para a água.

O Red Bull Cliff Diving, a competição que coloca atletas de todo o mundo a saltar para a água de localizações inacreditáveis, está de volta a Portugal. Pela sétimo ano consecutivo — um recorde na competição — o circuito mundial passa pelos Açores. O ilhéu de Vila Franca do Campo, na ilha açoriana de São Miguel, recebe a terceira etapa do circuito internacional no próximo sábado, dia 14 de julho.

Nos Açores, o Cliff Diving regressa às origens: os atletas saltam diretamente das rochas, tal como faziam os criadores da modalidade no Havai, há mais de 200 anos. Com saltos obrigatórios tanto da rocha como da plataforma, os homens saltam para a água a 27 metros de altura, enquanto as mulheres o fazem a 21 metros.

Jonathan Paredes e Rhiannan Iffland, os atuais campeões em título, vão estar em Vila Franca do Campo, assim como Steven LoBue e Adriana Jimenez, os atletas que lideram atualmente a classificação geral. Orlando Duque, o veterano que venceu a etapa açoriana em 2017, regressa para tentar fazer a dobradinha.

E se o mexicano Jonathan Paredes prometeu um “salto surpresa” à chegada ao aeroporto de Ponta Delgada, Rhiannan Iffland e o norte-americano Andy Jones já mostraram aquilo que melhor sabem fazer ainda nas águas continentais. Antes de partirem para os Açores, os dois atletas saltaram para o rio Tejo a partir do mastro de uma réplica de uma caravela quinhentista, com vista para o Padrão dos Descobrimentos e para a Torre de Belém.

As primeiras rondas da terceira etapa do Red Bull Cliff Diving 2018 arrancam já esta sexta-feira, no ilhéu de Vila Franca do Campo, enquanto que as rondas finais têm lugar no sábado.”

Fonte: OBSERVADOR

By |Comentários fechados em Redbull Cliff Diving: da Caravela para o Mundo