Mare Liberum resulta de uma parceria entre a Aporvela, a DGRS e a Cusca no âmbito da candidatura ao programa PARTIS, que vem sendo desenvolvida há algum tempo e que é financiada pela Fundação Calouste Gulbenkian.
Em 2013/2014, a Aporvela participou no programa “Desporto Mexe Comigo” da CML em parceria com o Centro Navarro de Paiva. Daí resultaram experiências que, em conjunto com outros projectos de índole social da Aporvela, foram sendo maturadas, sempre na perspectiva de um “regresso” ao trabalho em conjunto.
Os 500 anos da circum-navegação de Fernão de Magalhães deram o mote à iniciativa.
Uma caravela, marinheiros voluntários, experiência artística e o regresso aos centros educativos.
Desta feita serão três, todos da zona de Lisboa (Navarro de Paiva, Bela Vista, Padre António de Oliveira) que neste momento têm 91 jovens em situação de internamento – este número é difuso ao longo do tempo, dependendo das medidas tutelares.
Centro Educativo Navarro de Paiva – centro misto, com 14 raparigas e 24 rapazes;
Centro Educativo da Bela Vista – conta com 29 rapazes internados neste momento;
Centro Educativo Padre António de Oliveira – tem neste momento 24 rapazes.

As atividades terão a duração de três anos – um por cada centro educativo – e integram navegações na caravela Vera Cruz da Aporvela, formação em escrita criativa, teatro, vídeo e fotografia que culminarão na escrita, encenação e representação de peças de teatro originais cujo mote é “uma ideia de volta ao mundo para dar a volta à vida”.