Monstro em Mim é o primeiro espetáculo do projeto Mare Liberum. 

Ao longo de oito meses, 22 jovens do Centro Educativo Navarro de Paiva tiveram acesso a um percurso de formação artística em escrita criativa e técnica teatral. 

Chegam agora ao palco – depois de uma antestreia na Caravela Vera Cruz em outubro de 2019 – 13 jovens que pensaram, criaram e interpretam este espectáculo que parte da ideia de volta ao mundo para descobrirem como dar a volta à vida.

Monstro em Mim é um especcáculo sobre demónios interiores, medo e, sobretudo, sobre superação. Sobre como nada é mais poderoso do que a força de acreditar. Sobre como, quando temos a coragem de olharmos para quem somos e quem sonhamos ser, podemos ser, efectivamente, maiores.  

Mare Liberum é um projecto-piloto que pretende trabalhar com 90 jovens em três centros educativos de Lisboa, partindo da convicção de que estes jovens carecem de experiências diferenciadoras e de mundividência que lhes permitam uma reinserção plena na sociedade e na comunidade educativa, e procurando, através do estímulo físico e artístico, ajudá-los a desenvolver a sua auto-estima, capacidade criativa e espírito de equipa. 

Além de sessões de navegação na caravela Vera Cruz, promovidas pela Associação Portuguesa de Treino de Vela, os participantes realizam oficinas de escrita criativa, fotografia, cinema e teatro, sempre em torno dos conceitos de Mar, horizonte e liberdade.  

Monstro em Mim terá nova apresen­tação, desta vez na Fun­dação Calouste Gulbenkian, no âmbito do encontro Isto é PARTIS, de 24 a 26 de janeiro em 2020.
Espetáculo seguido de conversa com o público.

Mare Liberum resulta de uma parceria entre a Aporvela, a Cusca associação cultural, a Direcção-geral da Reinserção e Serviços Prisionais financiado pelo programa PARTIS da Fundação Calouste Gulbenkian.