Jovens e o Mar: testemunho do embarque no Creoula

Jovens e o Mar: testemunho do embarque no Creoula

A Inês Teixeira foi uma das jovens concorrentes ao Concurso “Jovem Marinheiro” instituído pela Aporvela e pela Tall Ships Races Lisbon 2012 que ganhou um embarque de Lisboa para o Funchal na fragata Corte Real e do Funchal para Lisboa no Creoula.
Aqui fica o registo da sua viagem.

“Esta viagem não foi uma mera aventura para mim, foi muito mais. Quando recebi o email não sabia muito bem o que esperar. Já tinha ouvido falar de histórias de tempestades, naufrágios, mas nunca tinha ouvido alguém falar nas coisas boas do mar e isso só me deixou mais ansiosa e ao mesmo tempo mais expectante no que iria encontrar.

O dia do embarque mostrou-se uma agradável surpresa. Os outros “jovens marinheiros” eram espectaculares e começámos logo a falar e a partilhar experiências. A tripulação da fragata foi incansável, especialmente o Aspirante Filipe que foi quem contactou mais directamente connosco. Aprendi imensas coisas: marcar pontos no mapa, fazer vigia, operações de voo mas sobretudo encontrei pessoas que me mostraram o lado bom do mar, aquele que eu desconhecia. Contaram-me experiências divertidas, mostraram-me a vida a bordo. Esta viagem na fragata foi a que mais me marcou. Encontrei no mar um “escape” à vida. Naquela hora nada me atingia, o tempo era eterno e pensamentos negativos nem entravam na cabeça.

O Creoula foi a outra chave essencial nesta experiência e permitiu-me vivenciar a verdadeira vida no mar. Não pensem que é fácil, porque não é! Fazer quartos ás 4 da manhã e puxar lustre aos amarelos! Mas é essa a verdadeira vida no mar, e também faz parte da experiência completa. A guarnição era excelente e os instruendos também. Conheci pessoas de todos os pontos do país e aprendi a trabalhar em equipa. Admito que o que custou mais foi mesmo a despedida, pois por mim podiamos ficar lá mais umas semanas.

Esta é uma experiência que vou SEMPRE relembrar com muito carinho especialmente cinco pessoas que me marcaram imenso pela sua individualidade: a MARIANA com as nossas macacadas do E.T. e do Twilight, a CATARINA que andou a partir pratos comigo, o ARTUR que foi coroado rei no principado do ilheu da pontinha, o HUGO que cantava divinalmente e que nos fez perder o autocarro e a SOFIA que me ensinou a beber coca-cola.”

ESTA VIAGEM FOI A OPORTUNIDADE DE UMA VIDA! OBRIGADA APORVELA!